segunda-feira, 23 de julho de 2018

Especial fã-clube: Grupo de Ficção Alpha


FICÇÃO E FANTASIA


As produções de séries, filmes, livros, quadrinhos e outras mídias adoradas pelo público nerd se dividem, na maior parte
das vezes, em dois gêneros principais:
     - FANTASIA: universos envolvendo magia, mitologia, espadas, feitiçaria, jornadas épicas, dragões e outros monstros... Senhor dos Anéis, Harry Potter, Game of Thrones são os exemplos mais conhecidos atualmente.
     - FICÇÃO CIENTÍFICA: conta histórias com alguns ou vários destes elementos: viagens espaciais e no tempo, alienígenas, universos paralelos, experiências científicas, mutantes, seres poderosos (incluindo super-heróis e vilões), utopias e distopias... Entre os universos desse gênero se encontram Star Trek, Star Wars, Arquivo X, Doctor Who, Stranger Things, o Universo Cinematográfico Marvel, De Volta para o Futuro e muitos outros.

Em várias histórias, aliás, um mesmo universo pode transitar nos dois gêneros. A criatividade dos escritores e roteiristas assim trabalha para alimentar a paixão dos fãs.




1- Quando e como começou o grupo?

Ele começou em 1995 através da reunião de amigos que faziam parte da Frota Estelar Brasil. Todos nós éramos da frota, já estávamos trabalhando por eles e aí surgiu a ideia de criar um grupo. Inicialmente ele foi criado como um grupo de teatro e nós fizemos mais de 30 apresentações baseadas em Jornada nas Estrelas, esquetes - pequenas apresentações - baseadas em Jornada nas Estrelas. Nós fazíamos cenários da frota também e organizamos muitos itens da convenção, só que sempre quisemos fazer os nossos próprios eventos para que nós pudéssemos fazer ficção científica ficção científica, arrecadar alimentos (nós sempre tivemos essa meta de ter uma atividade beneficente). Começamos a fazer os eventos 17 anos atrás. Fazemos eventos interruptamente de ficção de forma geral e Jornada nas Estrelas.

2- De onde veio o nome do grupo?

Depois de um tempo fazendo eventos, chegamos à conclusão que precisava ter o nome ficção científica. Aliás a palavra ficção científica precisava aparecer no nome do grupo porque já que nós somos um grupo dedicado a FC, seria importante para sermos conhecidos, então adotamos o nome Grupo de Ficção Científica Alfa. Alfa é um nome recorrente em muitas séries de FC, como por exemplo em Jornada nas Estrelas, onde Alfa é o nome do quadrante da galáxia no qual se localiza a maior parte do território da Federação. Também aparece várias outras situações do jornada nas estrelas por exemplo na série “Espaço 1999”, a base Nonato chama-se base lunar Alpha; em astronomia Alfa Centauri é a estrela mais próxima da Terra depois do Sol, toda constelação tem uma estrela Alfa que é a estrela mais brilhante dela. Então por todas as razões nós achamos que um nome com tantas referências era o ideal.

3- Qual o foco do grupo? Por que este tema?

Nós sempre gostamos de FC, todos usamos uniformes nos eventos e gostamos de boa FC, então a ideia foi que divulgássemos todos esses universos. Aliás, uma coisa que eu sempre gosto de contar é que desde a nossa Fundação nós batalhamos pelo movimento Trekker no Brasil, para que Jornada nas Estrelas seja sempre levado adiante. Para que os fãs conheçam isso de uma maneira muito séria e é por todos nós gostarmos de FC que o foco do grupo é a ficção científica e a ficção de forma geral, como Harry Potter. A nossa ideia sempre foi fazer algo além, então não é simplesmente você fazer um evento entre amigos em que as pessoas possam se encontrar. Claro que é muito interessante que as pessoas possam fazer novos amigos, que possam conhecer mais da FC, que elas possam falar das suas séries favoritas, isso tudo é um dos objetivos, mas não é só esse. Nós acreditamos que a FC é um excelente meio para você discutir vários assuntos, inclusive de ciência real, sendo um meio excelente também para a educação, para que você possa ensinar e refletir sobre vários temas e fazer você refletir. A ideia é que o nosso público saia enriquecido do evento, então além da exibição de episódios e entrevistas, nós sempre colocamos um documentário, uma palestra sobre Ciência, um bate-papo com escritores de ficção. Isso se aplica também aos eventos de Harry Potter, apesar de HP ser fantasia e não tem nada a ver com FC, a nossa ideia também é fazer um evento em que o público (normalmente bem mais jovem que o de Jornada nas Estrelas) possa refletir sobre o que há nos livros. A J. K. Rowling faz muito isso: ela coloca nos livros questões muito sérias, mas ela não tenta ensinar nada, simplesmente coloca lá para que a pessoa reflita. E isso nós levamos para o nosso evento para que nós façamos um bate-papo sobre essas questões, levando os adolescentes a refletir sobre questões muito importantes. É muito interessante você ver a molecada discutir com propriedade sobre vários assuntos: racismo, guerras, tantas coisas que são tratadas nos livros e nós procuramos levar essa ideia para os eventos de Harry Potter.
Inclusive eu já fiz uma palestra chamada Astronomia no universo de Harry Potter que tenta fazer isso: usar a ficção para ensinar. Eu que sou da área da Educação acho que a fantasia e a ficção científica são excelentes ferramentas.

4- Que tipos de eventos vocês realizam? Os eventos são pagos?

Nossos eventos são sempre foram e sempre serão gratuitos. São eventos realizados atualmente em dois lugares: na Biblioteca de Ciências Mário Schenberg na Lapa e na Livraria Saraiva do Shopping Center Norte. Esse ano nós já realizamos o evento do dia 24/03 cujo foco foi Jornada nas Estrelas - Deep Space Nine, porque a série completou 25 anos. Na livraria Saraiva o calendário esse ano ainda não abriu então ainda não temos datas marcadas mas já estamos conversando já com a livraria para que agendar assim que possível. Já sobre o caráter beneficente do grupo que mencionei, em todos os nossos eventos nós arrecadamos alimentos para doar para instituições beneficentes. Até hoje, foram arrecadados 6 toneladas de alimentos. Inclusive eu institui o prêmio à maior quantidade de alimentos para estimular as pessoas a doarem, então quem leva a maior quantidade de alimentos ganha um prêmio, no caso de Deep Space Nine foi um blu-ray com os três últimos filmes de Jornada nas Estrelas. Geralmente são DVDs, blu-rays, livros. Esse é o nosso objetivo: ajudar.
Fomos convidados a participar de alguns clubes de leitura que aconteceram no Shopping Morumbi e no Shopping Pátio Paulista, a Saraiva tem clubes de leitura que acontecem em várias unidades e nós fomos convidados a fazer parte de alguns desses porque a nossa intenção também é estimular a leitura. Também participamos com stands em outros eventos sempre que somos convidados, eu já fiz palestras de ficção científica e ciência em outros eventos e já organizamos eventos em outros lugares também como por exemplo a SEMEF. No Sabina Parque do Conhecimento, uma das atividades que nós fizemos - que nos deixou muito contentes - foi uma sessão de planetário Star Trek, até onde sabemos isso nunca foi feito nem aqui no Brasil e em outros países. Essa parceria com o Sabina e o astrônomo Marcos Calil, que na época era o diretor científico do planetário Johannes Kepler, um planetário maravilhoso no Sabina. Nós fizemos a apresentação chamada “O Mundo da Federação”, onde na primeira parte da sessão era mostrado o céu real daquele dia ensinando as pessoas a reconhecerem os planetas. Na segunda parte, passamos para Jornada nas Estrelas, falando sobre os mundos que são mundos fundadores da Federação de Planetas Unidos, pois a literatura de Jornada nas Estrelas é muito rica e descreve muito bem onde estariam esses planetas, que orbitam estrelas reais, apesar de serem planetas fictícios. Esse é um pouco do nosso trabalho, o que nos deixa muito felizes, além de fazermos cenários para que as pessoas tirem fotos nos eventos.





5- Contato:


Um comentário: